Repertório de contações e espetáculos

​Conte a sua

Espetáculo para todas as idades

O espetáculo acontece a partir de um jogo de amarelinha. Em interação com as cenas e músicas, o público é convidado a jogar e também contar suas histórias. O grupo adentra o espaço com rabeca, percussão e a personagem de máscara Véia do Bambu, numa representação da música Tango no Mango (Uzina), um clássico da cultura popular brasileira, recolhida por Mário de Andrade e regravada por Mestre Ambrósio.

Nos quadrados da Amarelinha, em vez de números estão inscritas palavras que vão inspirar histórias, tais como: família, medo, amizade, bichos e amor. O grupo conta, encena e o jogador também conta. A ideia é estimular a troca de experiências, matéria-prima para o ser expressivo que habita cada um de nós.

Com Ed Encarnação, Juliana Mado e Rafa da Rabeca.

Fantástico Cotidiano

Espetáculo infantil

​​Uma tartaruga que é uma lousa, uma flor que dança, uma caixinha para guardar lembranças, instruções para subir uma escada ...Seria tudo isso possível? No universo de Júlio Cortázar isso tudo e muito mais é possível! "Fantástico Cotidiano" é um mergulho poético nas brechas do nosso dia-a-dia! Em seu universo, nada é tão comum assim, em tudo há poesia, em tudo há um outro lado. O espetáculo se constrói com a participação ativa das crianças e adultos da platéia. Zuliana e Malagueta, duas primas palhaças, transportam o público sensivelmente para o mundo de Cortázar, onde nada é simplesmente aquilo que parece ser. 
Com Fernanda Pimenta e Juliana Mado.
Um dedo de prosa, uma carta formosa

Intervenção performática, com Juliana Mado.

Essa intervenção propõe um espaço-tempo para a memória e o compartilhamento.
Por meio da instalação de um espaço matizado por elementos que remetem ao tempo das cartas, as pessoas são convidadas a sentar, conversar, contar e por fim, escrever uma carta a alguém.

Enquanto a personagem D. Tereza, vivenciada por Juliana, compartilha histórias do tempo em que trocava cartas, o diálogo com o público surge espontaneamente e as lembranças são desencadeadas. É oferecido de fato um cafezinho, um biscoito e tudo está preparado para que o convidado fique a vontade e puxe o fio da memória.

São diponibilizados papéis, canetas, envelopes e selos, estimulando a postagem real das cartas.

Dentre os textos que inspiram a personagem estão as cartas dos pais da atriz, além de histórias presentes no livro Memória e Sociedade - Lembranças de Velhos, de Eclea Bosi.

Assombra e arrepia, mas também faz rir

Narração e música

Contos que despertam para sensações de suspense e mistério e que ficam numa linha tênue entre o medo e a graça. Causos e enigmas que se perpetuam pelas culturas tradicionais, acompanhados de trilha sonora, músicas e animação de objetos.

Esse repertório contempla duas apresentações diferentes: uma com histórias tradicionais da América Latina, como “Maria Angula” e “Mula-sem-cabeça” e a outra com contos inspirados em  "Enigmas do Vampiro - histórias da Índia", de Catherine Zarcate.

Com Juliana Mado e Ed Encarnação

Histórias possíveis de Clarice​​

Narração e música

Essa proposta traz histórias, cenas e músicas inspiradas na obra para crianças de Clarice Lispector. Com muita interação, musicalidade e troca de experiências, embarcamos em contos como  "Felicidade Clandestina", “Uma história de tanto amor”, “Macacos” e “A quinta história”. A sua sensibilidade e inventividade aparece, por exemplo, na pele de um menino que tudo questiona e imagina. Para ele, “o mundo é redondo porque disseram, mas só ia parecer redondo se a gente olhasse e as vezes o céu estivesse lá embaixo” ou ainda na história em que Clarice transforma o simples ato de matar uma barata em cinco diferentes e inusitadas versões. Esse repertório contempla duas apresentações diferentes.

Com Juliana Mado e Ed Encarnação.

Prosa Miúda - Vovó Aranha ou O Barriga grande

Narração e música para crianças té 4 anos

Trata-se de uma atividade lítero-musical para crianças em sua primeira idade, até 4 anos. A proposta é interagir por meio de ações muito simples, que exploram movimentos das mãos, olhos, cabeça, utilizando-nos de repetição de gestual e músicas voltadas para essa idade. Com este conceito temos duas apresentações diferentes, cada uma com uma história:

O Barriga Grande conta a história de um sapo que bebeu toda a água do lago! Então o desafio dos diversos bichos do parque vai ser fazê-lo devolver a água.

 Vovó Aranha conta que há milhares de anos atrás só viviam bichos na terra e não havia luz, todos viviam na escuridão. Houve então uma grande reunião com todos os animais para decidir quem seria capaz de buscar a luz, guardada pelo o Rei Sol.

Iink do vídeo na íntegra:

https://www.youtube.com/watch?v=0XE9iqAg8io

Com Cris Glória e Juliana Mado.

Meninas e meninos: é tudo igual ou é tudo diferente?

 

Narração e música

Lili tem um segredo, com isso desperta toda a curiosidade de Pedro. No jogo entre pistas e tentativas de descoberta, os tipos se revelam.

Numa brincadeira entre semelhanças e diferenças de gêneros, as histórias, músicas e jogos abordam a divertida e natural relação entre meninas e meninos, no intuito de desconstruir preconceitos. As histórias são adaptações dos contos Chapeuzinho Amarelo, O monstruoso segredo de Lili e Fonchito e a Lua, respectivamente de Chico Buarque, Angélica Glitz e Mário Vargas Llosa.

Com Ed Encarnação e Juliana Mado.

Do continente irmão que formou a nossa gente

Narração e música

Nos mitos negros o universo é pensado como um todo integrado, a concepção de tempo privilegia o tempo passado, o tempo dos ancestrais, e sustenta toda a noção histórica da cosmovisão africana. Transitando por este universo, a narração e percussão dão vida aos heróis, reis e rainhas da mitologia Yorubá, com suas histórias fantásticas - humanas e divinas ao mesmo tempo. Todas as histórias são adaptações a partir dos livros “Ifá, o adivinho” e “Os príncipes do destino”, de Reginaldo Prandi.

Com Juliana Mado e Ed Encarnação.

Tatiana Belinky - da Rua dos Navios à Rua Jaguaribe​​

Narração e música

Em Transplante de Menina, da Rua dos Navios à Rua Jaguaribe, Tatiana Belinky conta com detalhes sua vida de menina russa na bonita cidade de Riga. Por meio de uma linguagem muito tranquila e compreensível ela desvenda as peculiaridades de viver num lugar gelado, ao lado de um rio que passava parte do ano congelado.

Na passagem em que narra a vinda para o Brasil, fatos intrigantes e curiosos da viagem de navio, sob seu olhar de criança de 10 anos. Depois, a chegada e os primeiros anos na São Paulo da década de 30, onde ela mal podia imaginar ficaria pelo resto da vida.

A narradora assume o lugar de Tatiana e conta em primeira pessoa, trazendo objetos e canções que interagem com sua incrível odisséia.

​Com Juliana Mado e Ed Encarnação.

Príncipes e princesas que habitam nossas cabeças​​

Narração e música

Histórias que abordam o universo dos principados de uma forma a humanizar princesas, príncipes e afins.

Em A Princesa que Tudo Sabia, Menos uma Coisa, uma princesa muito inteligente e culta, se vê indefesa diante dos sentimentos.

Em O Pote Vazio, um menino tem como desafio a dureza de uma verdade e, por fim, é isso que o faz imperador.

Inspirado em histórias de Rosane Pamplona e Demi.

Com Juliana Mado e Ed Encarnação.

De um cantinho se faz um mundo

Narração e música, com animação de objetos

Aqui a ideia é compartilhar com a criança o seu próprio universo, sua natural curiosidade e capacidade imaginativa.

Enquanto toda a família assiste ao noticiário, Lili transforma o livro de capa dura em avião, pássaro, túnel de formigas, trem ... e quando seu pai aparece o trem fica tristemente derrubado no chão, fingindo ser mesmo duas embalagens de plástico.

Essa personagem de Mário Quintana é quem vai apresentar o seu teatro do Rei Bigodeira para toda a família.

Ainda dentro desse universo, aparece Paulinho, o curioso e irriquieto personagem de Clarice Lispector!

Nos utilizamos assim, de diversos objetos reutilizados que serão animados e sempre acompanhados de música e trilha sonora.

Com Juliana Mado e Ed Encarnação.

Terra, minha casa - histórias ecológicas​​

Narração e música

A casa Mágica conta sobre uma menina que acredita que sua casa é mágica, pois lá o lixo desaparece e a privada tem um truque de mágico. Só com a ajuda de suas amigas e de uma inusitada figura, ela vai compreender o que realmente acontece em sua casa e em sua cidade.

Em Árvore generosa, de Shel Silverstein, a amizade entre um menino e uma árvore revela uma relação que espelha a relação entre a humanidade e a natureza.

Já Sedna, um conto popular canadense, é uma incrível história mitológica, que desperta para o poder do espírito da mãe natureza.

Com Juliana Mado e Ed Encarnação.

Fruta-pão-de-queijo

Brincadeira popular e narração

A partir de personagens-chaves da cultura popular do Centro-Oeste e do Nordeste brasileiros contamos e brincamos histórias dos folguedos: Folia de Reis e Cavalo Marinho, do ciclo natalino.

Nesse conto autoral da narradora, tudo começa no portão de sua casa, onde ficava na infância junto com seu avô, sentado num banquinho, vendo a cidade passar. Nos Natais, a diversão era ver seu avô dançar Catira nas Folias de Reis de Araxá - MG. Mais tarde a narradora viaja até uma cidade chamada Fruta-pão-de-queijo. É lá que assiste a uma disputa entre o Bastião, da Folia de Reis e o Mateus , do Cavalo Marinho.

Com viola, rabeca e percussão, propomos ao público uma experiência com figuras e músicas da cultura popular brasileira.

Com Filpo Ribeiro, Juliana Mado e Rafaella Nepomuceno.

Não tem cheiro de inimigo - contos indígenas

Narração e música

Com as histórias “Curumim e a amiga onça”, “Mani oca” e “A lenda da vitória-régia” abordamos o universo da cultura e mitologia indígena. Este universo faz parte de uma cosmovisão que os índios têm, totalmente diferente da nossa, de gente “civilizada”, moradores das grandes cidades. Assim, o que se pretende é trazer para o público maneiras diferentes de ver e entender o mundo!

Contos tradicionais populares.

Com Juliana Mado e Ed Encarnação.

011

011

IMG_0003

IMG_0003

IMG_0002

IMG_0002

Descreva sua imagem.

IMG_0007

IMG_0007

Descreva sua imagem.

005.corte

005.corte

Descreva sua imagem.

010.cores

010.cores

Descreva sua imagem.

002

002

Descreva sua imagem.

001.cores

001.cores

Descreva sua imagem.

No rastro de uma gota d'água

Intervenção para o espaço de passagem

Nessa performance duas atrizes representam gotas de água. Elas adentram o espaço com seus figurinos e segurando um dado gigante (feito de espuma e tecido). Em cada face do dado está uma etapa do trajeto da água: nuvem, rio, cano, caixa d`água, privada e mar. As duas gotas de água, que estão perdidas em seu caminho, discutem para qual parte do trajeto elas vão e isso será resolvido com o dado. Nesse momento, pessoas que estão no local são convidadas à jogar o grande dado e de acordo com cada etapa sorteada é desencadeada uma cena, na qual as gotas discutem as vantagens e desvantagens de se ir para aquela etapa,  convocando e questionando o público. A ideia é desmistificar o que a mágica de abrir a torneira e de lá sair água.

Com Juliana Mado e Sílvia Brunello

Histórias fantásticas e de animais​​

Narração e música

Com as histórias populares tradicionais: “Magia na Floresta”, “Sedna e o Rei Gaivota” e “O Boto Cor-de-Rosa”, permeia-se o universo mágico dos animais, florestas e lendas, de lugares que habitam o nosso imaginário, como a Amazônia.

A contação se dá com brincadeiras musicais e muito mistério!

Com Juliana Mado e Ed Encarnação.

Cia. ju cata-histórias - julianacatahistorias@gmail.com

  • Facebook Social Icon
  • Instagram - Black Circle
  • Instagram - Black Circle